segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Existe um limbo bem ali


As aparências são o que as pessoas têm de melhor. Pessoas não visualizam as outras pelo que elas têm de interessante, pelo bom papo, pela inteligência... Isso acontece depois do segundo contato. Mas o inicial é a aparência... a vestimenta, a postura, a beleza... Pessoas são movidas por aparência? Boa pergunta. Eu acho que não. Por mais que camuflem esse "eu" um dia as máscaras caem. Há quem diga: "Um dia eu chuto o balde e boto a boca no trombone!"... Segredo de Estado... rsrsrsrs.

Quem sabe eu tenha um plano escondido na manga. No meio de tanta poeira existe um limbo bem ali, não muito distante, mas longe o suficiente para quem não tem braços longos alcançar. Eu não quero lembrar de nenhuma canção ou frases decoradas... Quero lembrar de frases minhas. Quero mesmo participando da rotina viver cada instante com aquela risadinha e aquele sinal de beleza em um local descreto do lado esquerdo da bochecha.

Não quero só dialogar bem, quero viver bem, sorrir bem. Além de mostrar inteligência quero ter senso de humor. Não obrigatoriamente inteligente... Pode também falar besteira, ser chamada de "voadora" e passar a ser reconhecida como "aquela menina simpática." Mas a simpatia não é eterna... Há momentos em que me encontro bastante irritada. Aqueles dignos de dizer: "Paciência tem limite". Tô me controlando mais, me mostrando bem paciente diante de situações. Há quem diga: "Educação vem de berço." Sinto muito contradizer o verso, mas a minha não veio de berço, nem de cama e muito menos de rede... rsrsrsrs...

A verdade é que não existem dizeres, o ser humano é contraditório... Hoje posso ser a bela mocinha sorridente e apaixonada... Como no outro posso ser a mulher desagradável e insuportável.

Agora estou refazendo o verso: "Educação não vem de cama, vem da sua própria mente mutante."

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Reinventar-se...

Existirá um manual de instruções para cada pessoa? Sério! Daqueles que existem para cada equipamento eletrônico que compramos. Sendo que pessoas não vêm acompanhadas de um papel dizendo como tem que fazer. Por isso existe a conversa, para entendermos alguém. E se o diálogo não existe com o tempo vão aparecendo marcas e só o que restam são pistas. É a mesma coisa de um equipamento utilizado da forma incorreta que acaba quebrando.

Costumo sempre falar nesse blog na palavra felicidade. É tão bom ser feliz... Não medir esforços para alcançar a felicidade... Pular bem do alto pra lá embaixo ter alguém pra te segurar. Que coisa boa é o gostinho da felicidade! É aquela empolgação pra sair... Aquela vontade de ligar para aquela pessoa... Aquela ligação em uma hora inesperada... Enfim, seja qual for, o importante é curtir cada momento de felicidade.

Quando sentirmos que a felicidade está querendo ir o importante é não deixar. A solução é nos reinventarmos, é então que notamos que a felicidade nunca se vai. Sempre há uma oportunidade para a felicidade, o importante é abraçarmos e não deixá-la ir embora. Eu me reinvento a cada dia. Por isso eu olho para a lua e depois vejo uma oportunidade em cada gesto, em cada caminhar... Afinal, a vida é uma jornada longa. E a capacidade de se reinventar não é só minha, é de todos.

Já que o ser-humano não tem manual de instrução, vamos procurar entendê-los. Para compreendermos os amigos, os pais, os avós, o patrão, o namorado, enfim, as pessoas que amamos. O importante é ser feliz sem pressa.

Coisas que não voltam atrás:
- A pedra, depois de jogada;
- A palavra, depois de ser dita;
- A oportunidade, depois de perdida;
- O tempo, depois de passado.
Assim como um equipamento eletrônico depois de queimado =).

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

"Elephant Gun"... a tradução explica


Assisti algumas partes dessa minissérie e comecei a ler o livro "Dom Camurro". O livro todo narra os delírios de Bentinho que morria de ciúmes da Capitu. Mas a verdade é que nunca ficou provada nenhuma traição. Certo que Capitu era muito bela e com certeza despertava os olhares dos galanteadores que cruzavam com ela. Então fica essa dúvida: "Será que Capitu traiu o Bentinho?"

Elephant Gun
(Tradução)

Se eu fosse jovem, eu fugiria desta cidade
Enterraria meus sonhos no subsolo
Como eu, nós bebemos para morrer, nós bebemos essa noite
Longe de casa, elephant gun*
Vamos derrubá-los um a um
Nós os deitaremos, eles não foram encontrados, não estão por aqui
Que comecem as estações - elas rolam como devem
Que comecem as estações - derrube o grande rei
E rasgam o silêncio do nosso acampamento à noite
E rasgam a noite
E rasgam o silêncio do nosso acampamento à noite
E rasgam o silêncio, tudo que é deixado é o que eu escondo
*Elephant gun: é uma arma de calibre largo. Ela tem esse nome porque originalmente eram feitas para uso de caçadores de elefantes ou outras caças perigosas.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Experimentando o "bom-gosto"


Hoje eu vou seguir um pouquinho a regra das frases prontas.


"Bati no portão do tempo perdido, ninguém atendeu.
Bati segunda vez e mais outra e mais outra.
Resposta nenhuma.
A casa do tempo perdido está coberta de hera pela metade; a outra metade são cinzas.
Casa onde não mora ninguém, e eu batendo e chamando pela dor de chamar e não ser escutado. Simplesmente bater.
O eco devolve minha ânsia de entreabrir esses passos gelados.
A noite e o dia se confundem no esperar,no bater e bater.
O tempo perdido certamente não existe.

É o casarão vazio e condenado."


Carlos Drummond de Andrade

FONTE: POESIA DE AUTORES FAMOSOS

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Quero nada não... a felicidade já basta!


Há pessoas que vivem com uma sombra no rosto. Daquelas que olhamos e sentimos logo que há algo obscuro. Mas também existem as iluminadas, que vivem atrás de algo para alegrar mais ainda a vida. Pessoas que vivem de pequenos gestos, de um sorriso, de uma amizade, de uma palavra amiga, de uma opinião de um estranho, de uma surpresa, de um olhar, de carinho, enfim... Existem pessoas que se contentam com pouco. Que basta um olhar atencioso de alguém especial para que o dia se torne mais alegre. Também existem pessoas iludidas, daquelas que se enganam, que não precisa de muito para se surpreender. Daquelas que alimentam uma coisa na cabeça que não existe, que vivem em mundo fantasioso por que precisam disso. Às vezes nem precisam, mas como a cabeça é fraca isso já basta.

Poderia passar um conselho a todos os meus amigos, mas me acho indigna de opnar diante de qualquer situação. A vida é longa demais e ninguém precisa ficar provando que é melhor do que o outro. Basta sermos nós mesmos, agirmos sem medo. Ninguém precisa se humilhar e mostrar-se importante para passar por cima de alguém. Quem sabe as coisas funcionem melhor mostrando as nossas qualidades e agindo naturalmente. Por quê a vergonha de mostrar quem realmente somos? Não existe prazer melhor do que o de fazer o bem as pessoas e depois receber um elogio.

A felicidade bate constantemente na nossa porta. Cabe a nós sabermos recebê-la da melhor maneira. Além disso, a vida e o que ela nos oferece é uma fonte inesgotável de sabedoria. Mas uma coisa é certa, a felicidade é um atributo fundamental para o ser humano. Por isso eu procuro transformar todo dia algo em felicidade. Cada momento... cada instante... cada passo... cada olhar... cada carinho... cada palavra.

P.S.: Eu já recebi um elogio e foi o suficiente pra passar o resto do dia feliz...
=)

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

E se fosse diferente?


Houve um tempo em que o verde era mais vivo. Naquela época existia um colorido em tudo. As plantas se destacavam mais que pessoas. Com um tempo as folhas passaram a cair, o verde não era mais tão verde assim. Tudo depende das estações. Assim como a primavera se vai, o verão também, o inverno, o outono também... E o grau de satisfação das pessoas vai além disso.

Tem horas que nos acordamos com aquele sorrisão no rosto, com aquela disposição... Mas com um tempo talvez o sorrisão não seja tão bonito assim... E assim vai, mas o tempo e seu passar se responsabiliza em renovar esse ciclo. Enfim, o que estou tentando dizer é que tudo sempre volta ao estado inicial. Portanto, respeitemos a essa rotatividade!

Há tempo para tudo. Tempo para estudar, tempo para trabalhar, tempo para amar, tempo para ficar sozinho... E há inclusive um tempo que chamamos de "nosso". As pessoas evoluem. Por exemplo, houve um tempo em que acreditava em papai noel, mas isso já faz um pouco mais de 10 anos... na verdade essa história já passou a ser fictícia na minha cabeça. A idade e seu passar acaba criando uma maturidade.

O conformismo é típico dos fracos. O persistir não é erro, é inteligência. Quem nunca sonhou com algo? Quem já se conformou? E quem nunca sentiu vontade de chutar o balde? rsrsrsrs... Toda essa decisão depende do estado de ânimo de cada pessoa.

Seria esquisito se tudo nessa vida fosse como nos sonhos. Já viu a bagunça que é um sonho? Você está em um lugar, depois vai parar no outro... =p. Nem os sonhos são perfeitos. Eu me satisfaço com a rotatividade. Afinal, existem altos e baixos. E o eterno ainda é "enquanto dure".

=D

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Foi Nando Reis quem falou


Diversas vezes me deparei em um parque de diversões. Distribuindo sorrisos a toa e a direito. É bom saber o verdadeiro valor das coisas. Curtir o melhor momento com aquela expressão mais saudável e bela que temos. Receber elogios a toa e a direito, brincar, conversar, chingar... enfim, curtir aquele instante da melhor maneira, com o melhor sorriso e a melhor expressão que possamos imaginar para aquele momento. Sem esforços, só naturalidade... rsrsrsrs.

Ás vezes me enrolo toda quando vou falar de alguma coisa. Dou vários arrudeios e não chego em canto algum. Quem sabe a teoria da psicanálise me explique. =)... A verdade é que nem Froid conseguiu explicar a si mesmo. A solução é viver sem medo. Lutar como se não houvessem barreiras. Cantar como se ninguém te ouvisse. Rir de si mesmo e falar besteira até tarde com os amigos pra depois perguntar: "o que foi que eu fiz?" kkkkkkkkkkkk

Há horas que nos deparamos fazendo algo e só depois que percebemos que pegamos pesado. Poxa vida! Não devia ter feito isso... mas a solução é aquela velha desculpa de chegar e falar: "Brinkadeirinhaaaaaa"... huahuahauhuahua. Brincadeiras pesadas exigem desculpas bestas e vale levar na esportiva. Só não venham chorar depois pelo leite derramado. Ás vezes colhemos o que plantamos e nem sempre somos receptivos. Coisa que eu aprendi no meu último trabalho, inadimplentes devem ser tratados com firmeza, grandes esforços exigem grandes atitudes.

A regra é: "Moremos em um lar saudável e não nos ocupemos com pouca coisa que atrapalhem a nossa integridade e boa conduta". kkkkkkkkkk... (Nossa, que pensamento mais religioso!)

Bem, vocês conhecem o Nando Reis? Com certeza! Certa vez ele disse assim:

"A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos sem virar carinho
Guardar lá dentro o amor não impede
Que ele empedre mesmo crendo-se infinito
Tornar o amor real é expulsá-lo de você
Para que ele possa ser de alguém"

Complexo demais, assim como todas as músicas do Nando Reis. Para entender mesmo é só escutando ela toda. Ás vezes o amor, assim como a fumaça se esvai. Mas o carinho persiste. O carinho é saudável. Não se esqueçam disso!

=D

terça-feira, 11 de novembro de 2008

A vida gira


Quando a campainha toca, existe solução a não ser atender? Lógico que não! Existem prioridades em jogo. Não existe nada que te impeça de fazer o que você tanto almeja, essa é a verdade mais que absoluta. Estão adicionando vírgulas a essa história? Não interessa, não prolongue. Aperte o "tab". kkkkk... Não interessa o seu grau de disponibilidade, o ponto final não existe. Apenas "..."! O resto é desculpa, não duvide disso! A prova disso é que as coisas acontecem, a nossa vida toma um rumo, mas sempre paramos no mesmo lugar. É como se andássemos em círculos. Agora lembrei-me daquela propaganda das eleições que as pessoas andavam em círculos e sempre paravam no mesmo lugar. Propaganda grandiosa!

Aliás, apesar de não está ocupada, profissionalmente falando, estou muito sem tempo. Meu tempo, curto por aparência, está todo preenchido. Mas dá pra encaixar tudo direitinho. No fim o quebra cabeça está todo preenchido e se falta alguma peça eu durmo... hihihihihi.

Bem, mas hoje o dia foi muito bom! Senti-me grandiosamente privilegiada em ser bem recebida na agência "333 propaganda". Precisava fazer um trabalho da faculdade, deixaram que filmasse todos os compartimentos, nos deram todas as informações que precisávamos, enfim, foram extremamente gentis. E eu como mera estudante de publicidade só tenho a agradecer por existir bons profissionais dessa área. Inclusive por lá ter o web designer favorito... kkkkkk... Lógico, o grande Tony Conde. Eis que nem todos que estão lendo esse blog o conhecem AINDA. Mas ele além de meu amigo, é um excelente profissional. Enfim, não vou falar dele não por que o "pob" se acha demais e não gostaria de aumentar mais ainda o ego dele.

Cheguei agora a pouco em casa sedenta de fome. huahauhuahua... Voltando a história do "redondo", a verdade é que o redondo funciona. Por exemplo, no início da pré-história, quando inventaram a roda, tentaram a quadrada e não deu certo. Já a redonda está até hoje em todos os lugares. E outra, o planeta terra não é quadrado como pensavam antigamente, é redondo. Na verdade o fato de sempre darmos volta não é tão ruim assim, ou nem é pra ser. Afinal, faz parte da realidade. Huuuuuuuuh viagem! Acho que é o chilito que tô comendo agora. O que colocaram nesse chilito em? rsrsrsrs. Mas é sério, passamos maior parte do nosso tempo nos queixando da vida. Quando não imaginamos que existem pessoas em situações piores. E não nos esquecemos daquela velha expressão: "vida boa é a do meu vizinho!". Ou aquela: "eu era feliz e não sabia." Nada disso! Não existe o chorar pelo leite derramado. Eu, por exemplo, não me arrependo de nada que fiz até agora. Não mesmo... sério! Falo isso por que existem momentos em que você pensa: "poxa... por que fiz isso?" Acho que isso é normal, todos pensam nisso. Mas isso é na hora que bate aquele remorço. Mas com a vivência mesmo aprendemos que foi bom. Sendo que claro, há coisas que valem a pena, outras que não. Óbvio! A solução é dá uma de doido... hurruuuuu maluco!... kkkkkk... Todo mundo tem um pouco de loucura dentro de si. Eu acredito ser uma louca equilibrada. De vez em quando sei ser sensata, ás vezes rio de mim mesma, mas relaxa! A vida é feita de loucuras mesmo... e de vez enquando é bom lembrar que o mundo é redondo. huuuuuuuuuuh

=)

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Corrupção não... Perturbação!


Sabe o que me intriga? O que acho estranho é essa teoria do proibido. Colocamos sempre em nossa cabeça coisas que ficam "badalando" por horas, dias ou anos. Ou mais fácil, o sociedade mesmo impõe tal pensamento. A verdade é que vivemos num mundo liberal, considerado até revolucionário. Foi-se o tempo que tudo era pecado, mas por que será que tudo é comum hoje? Nada é complicado, tudo é simples... Será o fim dos tempos? rsrsrsrs. De repente...

Um bom sinal das facilidades é o nosso dia-a-dia. Vemos ladrões íntimos de policiais. Ás vezes até confundimos um com o outro. Não se sabe mais quem é o bandido e o mocinho. Mas nas novelas e filmes isso ainda existe (pelo menos nisso, né?). A teoria do bem e o mal se tornou fictícia, essa é a verdade. E o mundo que criamos não é bem aquele em que queremos ver.

Além disso, de vez enquanto é bom amar-se primeiro. Quando notamos que tem algo de "pôdre" na nossa vida é hora de virarmos e rosto e enchergar a verdadeira sanidade. Existe uma venda muitas vezes que nos impedem de enchergar. Quando demoramos a perceber isso não significa que somos burros e lesados de algum malefício instigado por nós mesmos. E sim, que somos pessoas fortes o suficiente pra enfrentar o questionável. Para assim não se tornar uma questão e sim uma exclamação...!!! Vixxxxxxxx... kkkkkkk...

Eita que eu tô é inspirada hoje! kkkkkkk... Um exemplo disso sou eu mesma. Tipo assim, faz tempo que não fazia nenhum post nesse cantinho que gosto tanto. Sabe-se lá, estava com a "cabeça vazia", sem inspiração. Resumindo, estava fraca das idéias, preocupando-me com outras coisas. Os meus primeiros posts desse blog foram bem profundos. Bem mais sentimentais... Acho que isso depende do estado de cada pessoa. Eu estava numa fase reflexiva e tinha passado um pouco mais de 2 anos num estado de ânimo "wooor" como diria a minha amiga Marcela. Huahuau

Isso significa que foram sofrendo alterações (ainda bem!).

Enfim, minha gente! O que estou tentando dizer é que ninguém é melhor que o outro. E se não fosse o nosso amor próprio o que seria de nós? E todo esse esforço não depende de ninguém além de nós mesmos. E quanto ao mundo e suas proibições? Eu concordo e discordo muitas vezes. Eu também sou a favor das proibições e do pecado. Afinal isso faz parte das minhas crenças de "berço" já"...

Mas já que vivemos em um mundo tão diversificado, por que não se engajar para melhor se sair? P.S.:"Eu não me engajo, eu me curvo."

; )

sábado, 8 de novembro de 2008

São apenas pessoas


Talvez tenha já feito muitas postagens aqui. Muitas descrevendo minhas características, outras me contradizendo, e até aquelas que refletem meu estado de ânimo. Ontem passei o dia morrendo de comer "Bis", chocolate sempre é bom e nunca é demais! Talvez seja ansiedade. Bem que a minha ânsia sempre levou a roer as unhas. Mas um belo dia acordei e me deparei com elas grandonas como estão até hoje =). Então a ansiedade já foi ultrapassada. Acho que é fome mesmo! huahuahua. Eu gosto quando as pessoas me descrevem, uma vez um amigo meu disse que parecia que eu sempre estava esperando por algo... kkkkkk... Como seria uma pessoa que sempre espera por algo? E ele disse que não sabia explicar, que eu era meio difícil de entender. rsrsrs... Daí eu pensei: "Não teria uma maneira mais simples de descrever uma pessoa?" Mas enfim, eu não diria que sou uma pessoa ansiosa. E sim uma pessoa que sempre está na expectativa.

Existem pessoas que esperam muito alguma coisa, outras que se contentam, que apenas baixam a cabeça e dizem: "Tudo bem!". Há os inquietos que vivem atrás de alguma coisa pra fazer por que se não fizerem isso não vão se contentar com "nada". Eu já acho que sou um pouco de todos esses exemplos que descrevi. Não sou perfeccionista e de vez enquanto sou uma boa crítica, mas gosto mesmo é do imperfeito, do desajeitado, da bagunça e do desorganizado. Acredito que não podemos exigir algo de ninguém, nunca eu apontarei o dedo pra você dizendo: "Você está errado, concerte!". Uiiii.... Fiquei foi com medo de mim agora! HuhUAHUhuA. Sou um doce de pessoa mas você não vai querer pegar minhas coisas sem me pedir pra me ver uma fera, ? huahuahua. Brinkadeirinhaaaa... rsrsrsrs

Enfim, o que estou querendo explicar é que todo mundo é assim. Todos somos contraditórios, exigentes e o melhor, todos estamos certos. E "ai" de quem disser que estamos errados! =X

E tem mais... Eu? Durona? O quê? Não fale uma coisa dessas! Há quem fale que sou um amor de pessoa =)... Só não venha com esse papo de "anjo de candura", "santinha", por que ninguém acredita mais em papai noel, ? =p. Há sim pessoas quietas, amargas, inocentes (em certo ponto), doidas, espontâneas, sonsas... E esse papo de que as aparências enganam realmente existe e ainda há quem julgue os outros pela aparência.

A questão é que o ser humano é desorganizado em aparência, ação, estado, enfim, tudo. E não abram a boca e mostre o verbo pra discordar comigo. Não estou certa?

=)


sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Invenções que nada, é onda mesmo.


Existe um limite? Há um ponto que nos torne insuperáveis? Talvez sim, mas tudo na vida tem seus altos e baixos. Ás vezes somos grandiosos e radiantes, mas também há aqueles que não somos lá essas coisas, ou até a pior das coisas. Talvez exista algum tipo de integração entre o bem e o mal. Sei lá! Prefiro não viajar muito... kkkkkkkk

Ás vezes penso que devia ter escolhido o curso de Filosofia com todas essas viagens, coisas do estilo as nuvens passam por que tudo passa (hihihi) - Uma vez ouvi isso de um grande filósofo (segundo o meu ponto de vista, lógico) e não tirei mais da minha cabeça. Tem coisas que nos falam que nunca esquecemos, de vez enquanto elas vêm a cabeça como pequenas marteladas.

Mas eu como publicitária e principalmente como aprendiz não mudaria meu curso por nada ;)

Ontem fui acordada com foguetes que me assustaram toda a noite. E mais um despertador às 5:00 hs da manhã. Seriam foguetes ou tiros? huahauhua... Nem me fale um negócio desses. Mas a questão é: seria proposital ou algum tipo de comemoração? Ouxeeeeee... Sem problemas! Passou... mas eu morro de medo de qualquer tipo de "papôco", principalmente de balão. Tenho pânico de encher balão. Talvez seja um pouco exagerado da minha parte, mas é tudo uma questão de trauma de infância. HuhauhUA

Mas a galera não tem mais o que inventar não. Eu fico de boca aberta ás vezes com o que o povo inventa. Existem pessoas que entram dormindo no MSN... kkkkkk... isso não existe não! Ow vício grande! Ainda tem aqueles que entram e colocam assim: "não estou". kkkkkkkk... Como não está? Faz que nem eu, entra "off", por que eu só entro "off" no MSN ? Quem quer falar comigo só deixa um recado pra mim "off" mesmo. Se eu não tiver lá pra ver, meu cel recebe a mensagem imediatamente. Legal, ? Nem sabia que isso existia! Hihihihi... aprendi um dia desses essas modernidades. Ow invenção =D!

Eu gosto desse povo criativo que inventam modinhas. Agora todo mundo vive no MSN e tomando banho, estudando, dormindo, saindo... kkkkkkkkkk... showwwww!

Bem gente, agora eu vou estudar sobre "O signo das marcas". Mas não vou colocar estudando no MSN não viu? Vou ficar "off" como sempre... hauhauhsuhau. Inté mais!

Altas viagens!!! =p

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

É... é por aí!!!


Talvez haja um segredo para que isso pare. Eu sigo a uma continuidade que nunca chega ao finito, apenas continua incessantemente. Levando-me àquela velha tradição do infinito. Um dia sonhei comigo numa barca que estava quase a naufragar mas me vi salva não sei como. Na verdade nem me lembro, me acordei na hora meio que atordoada com o acaso do sonho.

Sabe do que eu sinto falta? De correr descalço pela praia, de cometer loucuras e depois morrer de rir até dar uma dor na barriga. Sinto falta de passar a tarde conversando besteiras com as minhas velhas amigas e relembrar as nossas comédias. Sinto falta de sair de casa e desligar o celular enquanto a minha avó liga pro IML preocupada comigo que passei o dia inteiro sem dar um sinal de vida! kkkkk... (ops, essa é muito boa!), mas era só uma fase de "aborrecente louca" =p

Gente, estou divulgando denovo este blog por que, enfim, é muito bom escrever vocês não tem noção no quanto isso é bom... Nossa! Tava sem tempo, já tava até criando uma teia de aranha pelos contornos do blog... hauhauhauhau

A cada dia descobrimos uma coisa. Todo dia é como uma caixinha de surpresas, não existe o se dar, e sim o se doar. Até por que "se dar" acaba sendo um termo muito vulgar. rsrsrsrs.... Vulgar... que palavra mais exagerada! Mas tudo nessa vida é um exagero, aumentamos em tudo. Damos grandes risadas, fazemos grandes dramas, enfim, sempre queremos mais. Será que estamos errados em querer mais? Sabe-se lá!

; )


domingo, 13 de julho de 2008

Do Nada


"Do Nada
Você apareceu do Nada
O amor aconteceu
Do Nada se tornou um Tudo
E tudo que era escuro
Se tornou o que é bonito
E a vida sem você é um Nada
Como guerreiro sem espada
Você me completa
Escolha certa para amar
Você é verdade
Minha metade
Se entrega!
Você me completa
Escolha certa para amar
Você é verdade
Minha metade
Se entrega!"

Como prometido vou postando uma música do Mesura. Estive no lançamento do DVD deles e tinha que destacar essa música em especial. O Borô (que tem uma voz perfeita) - detalhe - quem a cantou. O Braune também tem uma linda voz, o Wander nem se fale, o Timotinho então?aiaiai. Mas o melhor de tudo foram as companhias especiais. Pessoas comuns, mas que para mim tem um significado muito especial. Pessoas que talvez nem estejam sempre do meu lado. Que talvez nem dure tanto tempo como queria, mas que chegou e marcou (isso não posso negar). Também aquelas que sempre estiveram comigo, provaram que estão realmente ali pra qualquer coisa. Dispostas a enfrentar qualquer tempestade ao meu lado. Aquelas que eu sei que se me jogar de um prédio vai junto. kkkkkk... (Eu e meus exageros).

Eu quero realmente acreditar que algo quando aparece "do Nada" é de verdade. Mas talvez nem seja... Talvez a imagem e a expressão desapareça sem almenos percebermos. Mas a verdade mesmo é que tinha tanto pra falar, tinha tanto ainda pra descobrir. E que por um súbito impulso acabou impedindo que se concretizasse.

Tanta música boa! Tem também aquela: "Experimenta ficar só nós dois. Vamos conversar. Tá na cara... Tá na cara... se você conseguir beijar e não me amar então para..."

Mas Mesura não é só música romântica não. Também rola uns pagodes bem agitados pra quem curte um sambazinho. hehehehe.... Mas como foi o lançamento do DVD deles, a maioria das músicas foram deles mesmos, só pra quem curte mesmo!

Eu curto oh!!! huahauahuahua

"Me dá.... uma chance! Vem ficar comigo! Não dá mais pra ficar nessa história de sermos bons amigos..."

hurruuuuuuu


quarta-feira, 9 de julho de 2008

O cálculo da vida


Nunca fui boa em contas. Apesar de saber dividir, multiplicar, somar, diminuir... Nunca calcular foi o meu forte. A matemática me cansa. Lembro daquelas contas enormes que fazia na oitava série. Ai como eu sofri com aquele professor... Vou nem citar o nome por que de repente... sei lá!

Tava pensando na minha idade. Bem, eu tenho 23 anos. Isso significa que nasci em 1984(Claro, né?). E quando tinha 15 anos achava que quando chegasse ao ano 2000 iria viver em um mundo futurista. Onde os carros voavam, robôs andavam pelas ruas, passavam e lavavam.... huahauahua... Como eu era bobinha!!! Daqui a 5 meses (de acordo com meus cálculos), vou fazer 24 anos. E ainda não vi um robô andar e o único transporte que vi voar até agora foi o avião... hehehehe. Lembro até hoje que quando era pequena o meu pai me levava pro aeroporto e só de olhar pro avião começava a chorar. Tinha medo daquela coisa tão gigante... não é matutisse... eu era uma pobre criança indefesa na frente daquele monstro gigante que podia me engolir a qualquer momento. Dramática desde criança. Na verdade o tempo passou, a idade chegou e ainda não me sinto velha. (Talvez seja por que não sou, né?). Mas me refiro a sentir que ainda sou uma criança... uma menina que ás vezes tem atitudes de menina e decisões de mulher.

Sabe, quando tivesse uma certa idade gostaria de ser igual a minha avó. Uma pessoa bem resolvida, inteligente, amiga e cheia de histórias pra contar. Que faz os outros rirem, mas que também sabe ser firme quando necessário. Um exemplo de vida... =)

Mas pensando bem... não me colocando pra baixo... hehehe. Mas eu acho que não chego nem aos pés da minha avó. Quando ela conta tudo o que ela já fez quando nova me arrepio todinha. huahauahua... Mas também tenho os meus dotes. Acho que daqui a uns 6 anos vou ser uma coroa divertida... hehehe. E daqui a uns 16 vou uma boa amiga e alguém muito dedicada a família. E daqui a uns... deixa-me ver... Será que vou chegar aos 80 anos? Falo isso por que assim, hoje em dia ninguém vive mais 100 anos. Mas é como o Zeca Pagodinho sempre disse:

"Deixa a vida me levar. Vida leva eu!"
:P

terça-feira, 8 de julho de 2008

Um momento chamado "meu"


Tava prestando atenção numa coisa... Hoje em dia tudo cansa. Ás vezes até quando não estamos fazendo nada... até mesmo assim cansamos. Nós preenchemos nosso precioso tempo fazendo alguma coisa e depois sempre cansamos. Por isso que dizem que o ser humano tem que dormir pelo menos 8 horas por dia. Eu acho que não durmo tudo isso não!!! =/

Há quem passe o tempo todo desocupado. Seja por opção ou por falta de oportunidade e do que fazer mesmo. Desculpem os ocupados... Mas é bom não ter o que fazer. Não estou sendo a favor da "vagabundagem" (como diria meu pai se visse um post desse), mas sim a favor de um tempo pra chamar de nosso. Um tempo de reflexão para botar as idéias na cabeça... Até mesmo os melhores pensadores mais renomados de outras épocas tinham esse "incrível" tempo de reflexão... Ou, para o bom entendedor, de repouso.

Acho que estou precisando desse tempo. Mas, pera! Eu já acho que penso demais. Ás vezes estou fazendo uma coisa muito importante e do nada me vem um pensamento à cabeça. Acabo sendo dispersa por essas minhas atitudes. Eu me considero sim uma pessoa "voadora" (hihihi). Não! Não estou me escarrando... Que é isso? Jamais! Perdoem-me os críticos mas não vejo meus defeitos como erros e sinônimo de mudança...E sim como acertos que sofreram mutações até se tornarem o que são. E enfim, essa sou eu! =)... Eu já me acostumei comigo. Afinal, se não me acostumasse quem faria isso?! hehehehe...

Nós temos mania de achar que vida boa é a dos outros. Mas quem é que vai mostrar o defeito pra nós? Ninguém... ué? Quem quer mostrar defeito? A gente quer mostrar mais é qualidade e se for preciso ainda esticar bem muito! huahuahuahaua... O ser humano é um negócio muito complexo mesmo! hehehehe... Mas cá entre nós, eu gosto da minha vida. Tirando alguns detalhes que eu acho que deveria aprimorar... Mas relaxa! Esse é o meu problema... huahauhauahua.... Ow vida boa essa de quem não tem o que fazer...hurruuuuu (Eu não sou assim )!

Obs.: Só concluindo, a neguinha (Raphaela) disse que ficou com ciúmes do post anterior. Você é muito especial pra mim meu amor! E se eu for escrever sobre você não vai nem caber nesse blog de tão grande. Te amo sempre!

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Boas companhias? Eu tenho!


Escrevo e apago... escrevo e apago...
Ando cheia de restrições ultimamente. Penso duas vezes antes de postar algo. Tô escrevendo aqui ciente que a qualquer momento posso deletar tudo e começar a tentar escrever novamente outra coisa. (Risos)... Estou tendo cuidado com o que vou escrever. Afinal esse blog aqui é um site público ao qual todos podem acessarem. E que eu faço questão que olhem. Seja de uma forma crítica ou não. Aqui é o cantinho onde exponho minhas opniões e as demonstro melhor.

Queria falar principalmente de duas companhias especiais que é a Vivi e a Alany. Pessoas maravilhosas que conheço há muito tempo atrás e que tive o prazer de revê-las esse final de semana. Continuam sendo amigas maravilhosas de há 7 anos atrás... ou um pouco mais talvez. Não sei ao certo... Mas queria deixar bem exposto nesse blog o quanto as amo e do quanto são importantes para mim. Inclusive a Alany quem lembrou que já fazia um tempinho que não postava nada por aqui.

Pois bem amiga, você também foi uma das causas de escrever nesse blog neste momento. (Risos). E deixar bem exposto também que a Alany está mais gata do que nunca, mais vaidosa e consequentemente, lindíssima! :) (Sem exageros).
A Vivi então nem se fale? rsrsrsrs... Minha amiga linda e formada... hehehehe... Tinha que ressaltar esse detalhe. Afinal, minha amiga se formou esse semestre pra jornalismo. E com certeza vai ter uma grande carreira, pois capacidade ela tem de sobra.

Bem, como vocês já sabem, se deixar eu escrevo uma carta e nem percebo. hihihihihi...
Nesse exato momento estou escutando tanto forró que tô quase doida... Ganhei um monte de CD promocional dos Aviões, Forró dos Plays, Psirico...
Aliás, vou ver se no próximo post posto alguma música do Mesura (grupo de pagode que amo) por que quinta vai ser o lançamento do DVD oficial deles.

E vou ficando por aqui lembrando mais uma vez que não deixei de postar nesse blog e que ele não está inativo, viu? rsrsrsrs

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Algo equivalente ou um perfil ideal


Mães...

Têm daquelas que te dão a mão e seu braço inteiro. Daquelas que fazem tudo pelo filho, que dão aquele ombro, aquele conselho. Há outras que te olham mais como a amiga, como a irmã mais velha que vai te acompanhar no que for preciso. Principalmente se tratando de farra, que acompanha o filho nas baladas, que vão ao barzinho juntos... Aquela amigona pra todas as horas!

Tem aquela que parece que trocou o lugar com o filho. Que precisa de atenção, é mais sensível, que precisa de carinho, que está senpre buscando um apoio, um ombro amigo... Aquela que chora do seu lado enquanto você passa a mão na cabeça dela. Acho que a minha mãe se encaixa mais nesse perfil, talvez ela "aparentemente" precise mais de atenção do que eu. hehehehe...

Ás vezes pareço tão resolvida... Mas será que sou mesmo? Decisida... huummm... Não sei! Talvez sim indecisa, sim insegura e como diz o cearense "cabreira". Oh mulher "cabreira"! huahauahuahua... Um perfil certo de pessoa talvez nem exista... mas aquele que gostariamos que fossemos até tem... sendo que alcançar é bem mais raro. Mas talvez assim como um relance de uma estrela cadente a espontaneidade fale mais alto quando mais precisamos.

Há horas em que o oculto se sobrepõe á realidade e se torna bem mais longínquo e insolúvel! Não preciso que me decifrem... só que me escutem.



quarta-feira, 18 de junho de 2008

Quem pode prever o futuro da humanidade?!


É muito bom ver as constelações. Já parou para olhar o céu ao pôr do sol? Lindo, não? Sim, realmente um espetáculo da natureza. Toda forma de criação é bem vinda. Estava lembrando, tinha uns amigos da época de colégio que não acreditavam em Deus. Como poderiam eles duvidarem disso? Alguns acreditavam até que a terra surgiu da explosão do "big-ban". E os seres vivos, como tudo começou? É o mesmo que aquela pergunta: "Quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha?"... É o mesmo que discurção sobre religião... Ninguém discute senão acaba em briga! Lembro que quando tinha uns 16 anos pegava a bíblia e ficava disputando com uma amiga evangélica sobre quem tinha razão (Risos).

O importante é que cada um tem uma concepção do que vai acontecer em breve ou não... se acontecerá...? Como a minha amiga Raphaela falou no último post, está acontecendo tanta coisa ruim nesse mundo... tanta morte... pai matando filha... enfim... Coisas que dói só de lembrar. A corrupção do governo tem se tornado uma questão mais relevante. As pessoas simplesmente se acostumaram. Inclusive tem um vereador em particular que tenho horror (conhecido da família). Affe... Prefiro nem mencionar seu nome aqui, pois pode haver alguém que o conheça... hehehe. A verdade é que acho ele corrupto e falso. Mas, na verdade não existe uma pessoa 100% verdadeira. Quem nunca mentiu que atire a primeira pedra!

Há pessoas que acreditam em dias melhores, eu sou uma delas. O bom é saber que existe solução pra tudo. Até pros horrores do mundo... até para o que não é da nossa conta. Sabe que eu gostei desse post?! rsrsrs. É bom expor opiniões sobre os acontecimentos do mundo e analizarmos até que ponto chegaremos. Quem pode prever isso?

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Gente comum


Talvez seja uma discurção meio preconceituosa a que ponho em questão nesse blog. Mas também é interessante ressaltar que a verdade nem sempre agrada. O que você entende por "comum"? Talvez alguém sem nenhuma criatividade, que não tem nada a acrescentar, uma pessoa previsível. Aquele que nunca entende e só faz criticar as liberdades dos outros, aquele que condena o errado, que procura viver bem moldado e não faz nada pra mudar, é sempre estável, igual... Nem influi, nem usufrui... e ainda não contribui pra nada. Além do sim ou não para ajudar as estatísticas.

Digamos que nesse post estou dando uma ênfase maior a pessoas diferentes, ousadas e audaciosas. Gente "comum" segue consensos, assiste faustão dia de domingo ao invés de fazer alguma coisa inovadora. Gente "comum" diz "eu acho" para tudo, até quando o assunto é preciso, como matemática. Os grandes inovadores da história não eram pessoas comuns. Os cientistas e escritores mais famosos não são "comuns". Já parou pra pensar na vida de gente comum... No como é tediosa?!

Gente "comum" não significa ser burra. Pode ser aquele intelectual que fala... fala... e você abre a boca com vontade de dormir (Risos). Gente "comum" é aquela pessoa normal que acorda e faz as mesmas coisas, pensa sempre o mesmo e o dia-a-dia acaba sendo sempre o mesmo.

Ser "normal" é seguir padrões. Por exemplo:
- Tem uma televisão na estante, um DVD embaixo e alguns porta-retratos ao lado pra decorar (hihihi).
- Gente que tem imã na geladeira de propaganda de farmácia, calendário e pizzaria... (Acho um luxo :p)
- Quando põem aquele tapete na entrada dizendo: BEM VINDO! (huahauhauhau).
- Que colocam o nome do cachorro de Lassie, Totó (o apelido do meu tio.. huahuahua) ou Rex.
- Assistir o programa da Hebe... (Gracinhaa) rsrsrsrs.

Na verdade ser "comum" é fácil, mas não ser acontece... Pessoas entediadas talvez, que cansaram do mesmo, do exato... Não sei se me encaixo na normalidade... Existem pessoas que dizem que eu sou doida não sei por quê :p... outras que sou tranquila... E algumas que dizem que já fui pior. Mas ser "doida" significa não ser normal? Por que se for talvez não me encaixe no perfil de gente "comum".

Na verdade gente "comum" me deixa inquieta.

sábado, 14 de junho de 2008

Eu tenho a força!!!!


Sabe, eu tava pensando: "Eu tô ficando velha mesmo". Lembro de quando era novinha. Quando digo novinha me refiro aos meus 8 ou 10 anos. Quando amava assistir "He-man", a "She-Ra", os "Jetsons"... rsrsrs... Os desenhos animados que passam hoje em dia nem se comparam com esses da minha infância. Quando brincava de polícia e ladrão e de estátua... rsrsrs... Era divertido demais. E quando o povo se reunia pra brincar de "pega-varetas", "elástico", "passa anel" e "amarelinha"? Eu já tive o "pogobol" e o "vai-e-vem". Ficava na calçada de casa lá em Sobral brincando com as minhas primas. Eu já tive um pirocóptero... ihuuuuu! Tive vários... hehehe.

E quando íamos brigar já tínhamos respostas prontas... kkkkkkk... Coisa de menino... Que se hoje fossemos falar diríamos: "É o novoooooo!", ou então "do tempo do bumba"...hehehehe.

Olhem só como eram as discursões:

Briga 1:
- Nada a vê.
- Macaco na TV!!!
...
Besteira demais gente! Acho que as crianças de hoje não são tão bobas assim.

Briga 2:
- Deixa de ser burro!
- Burro é quem me chama!
- Cavalo é quem te ama, eu durmo na cama e tu dorme na lama!
- Eu bebo leite e tu bebe lama!
kkkkkkkk... sem comentários, falava muito isso!

Briga 3:
Para os fofoqueiros...
- Quem cochicha o rabo espicha!
- Quem se importa o rabo entorta!
- Quem reclama o rabo inflama!
:p

Briga 4:
- Cala a boca!
- Vem calar!
- Não sou tampa de esgoto!
- Por isso a tua vive aberta!

Bem gente! É tanta história de gente "intimona"... hehehehe... Eu devo confessar que era uma menina muito "intimona" mesmo, e "implicante"... rsrsrs... Mas também quem nunca "implicou" comigo! Oh tempo bom esse! Acho que a infância de hoje não é assim. Parece que as brincadeiras quase já não existem mais. Agora bateu uma saudade das minhas primas... aiai... da Tágila, da Tânia... até do meu tio Segundinho que mora aqui pertinho e do meu primo Pedro que tá bem mais longe... rsrsrs.

Esse post tá ficando muito longo minha gente! Vou já parar por aqui. Eu sei que é bom falar de infância, mas não vou me empolgar muito senão vai virar um livro isso aqui (Risos).

Só finalizando, infância não volta e só lembramos de "flashs". Já o futuro somos nós quem construímos. Façamos com cuidados as nossas pegadas. Elas refletem quem nos tornamos e consequentemente, quem somos.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

O dia dos namorados


Hoje, dia dos namorados, não poderia deixar de postar alguma coisa sobre.
Apresentei dois trabalhos na faculdade. Senti uma certa afronta da outra equipe de Planejamento de Campanha. Acho que a meninazinha com cara de "CDF" se sentiu prejudicada ao ver a minha apresentação... o único problema é que não vi o trabalho como disputa, e sim como um meio de mostrar meus esforços e ter uma boa nota :p. Enfim, acho que deu pra passar. A minha amiga "pertubada" estava me esperando lá no Cyber. Saímos da faculdade e fomos dar uma voltinha pelo Iguatemi. Acabei reencontrando velhos amigos. Nossa! Realmente faz muito tempo mesmo que não os via. Como cresceram! hehehe... Ainda me lembro do Robinho andando na motoca dele indo lá no condomínio. Tempo bom esse! Amizades boas, mas que se perderam no tempo. Lembrei agora do tempo do Master, das amizades, de quando ficava na parada de ônibus até umas horas esperando o "Rodolfo Teófilo" para a Alany ir embora. Época boa de Colégio, aiai...

E pra melhorar o meu dia bateram na porta do meu quarto e me fizeram uma grande surpresa. Recebi um lindo buquê de flores vermelhas e chocolates. Não poderia ser melhor e nem ter vindo de alguém melhor. Afinal é dia dos namorados!

Hoje é o niver da minha amiga Vivi e eu só tenho a agradecer por ela existir. Pois é especial demais pra mim. Ela e a Alany são minhas amigas de infância que jamais irei esquecer. Vivi, sempre haverá um lugar especial pra você aqui no meu coração, viu? Te amo muito! Mais tarde irei vê-la. Certeza ; )

E desculpem pela ausência esses dias. Passei esses dias muito ocupada preocupada em fazer os trabalhos da faculdade. Mas deu tudo certo.

; )
FINALMENTE FÉRIAS!!!


sábado, 7 de junho de 2008

Sem tempo


Trabalhos... trabalhos e trabalhos... ainda mais trabalhos...

Aiai... Última semana de prova... Tô cheinha de coisa pra fazer e olha que só de pensar me dá até uma preguiça... hehehe.

Mas enfim, acabando toda essa jornada de trabalhos ficarei livre para fazer o que quiser, pra dormir bastante e finalizar os assuntos pendentes.

Humm... Sem tempo até pra acabar de escrever esse post aqui. Nossa gente! Nem me fale! Pelo menos me justifiquei bem direitinho pra que entendam que um trabalho é sempre um trabalho.

Só tomare que não fique de AF, tanto esforço pra não passar direto... ih! rsrsrs... Mas não tem perigo não... pode deixar

;)

E o dia dos namorados tá chegando! Não sei nem por que eu lembrei disso! hehehe
Acho que foi só pra quebrar o clima de trabalho.

terça-feira, 3 de junho de 2008

Oh "cabeça chata"?... Tu não é cearense não?


Essa minha jornada do dia-a-dia... Vou até começar por hoje falando o que me aconteceu. Simplesmente acordei 6 horas da manhã para ir á faculdade. E estou até agora direto ligada. Detalhe, são 22:30 da noite. Depois da aula fui a casa de uma amiga fazer trabalho de mídia. Eita que eu coloquei essa cabeça pra funcionar. Mas em compensação foi muito divertido. Ficamos falando no MSN com o povo, fazendo hora com todo mundo. Pense numa comédia!

O marcus chegou baqueado, com aquela cara de sono. (Risos)... a Bruna tava gripada, morrendo de tossir... kkkkkkkk... aquelas tosses de cachorro, sabe? Eu com aquele jeito de quem quer tomar banho e não pode... E o Ludigardo... Bem, ele era o mais esperto, o que escapava. Fazendo cálculo direto. Esse menino é uma calculadora... Invadimos o quarto do irmão da Bruna (que não estava lá) e colocamos tudo de cabeça para baixo. Passamos a tarde toda tentando fazer o trabalho. Conseguimos terminar já foi umas 19:30... Mas antes disso enrolamos, viu?

E na hora de ir embora que persebemos que não sabíamos onde estávamos... kkkkkkk... Aí a comédia foi grande. O Ludigardo quase chorando dizendo que achava que estava perdido... =X... Foi quando eu percebi que também estava... =(... Continuei andando e logo ali avistei a "Heráclito Graça" =).... \o/

Com pouco tempo estava em casa, limpinha e pronta pra dormir... Opsss... Tô acordada!?

Mas foi legal! que só... Eu tava tão fraca que só fazia rir... Acho que era o sono... Menino!!! Em falar nisso tá na hora de dormir...zZZzzzZZZzzzZ... Dorme logo menina! rsrsrs

Ainda bem que amanhã não tem aula... Descanso, até que enfim.
=)

Obs.: Eu não tava perdida não... Tava na "Tibúrcio Cavalcante"... Ow cearence? Sabe nem onde vive? rsrsrs... Eu em?

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Não recuem


Não precisam fazer uma psicanálise ao meu respeito.
Há caminhos que devem ser seguidos... só isso...
Andemos segundos... vivamos instantes... e tenhamos por um momento esse "jeitinho de vida"...

Não ando de costas... "o tempo não para"


Ficamos pensando direto em frases... trechos de músicas... em colocá-la no orkut. De preferência uma bem bonita. Aquelas do Bob Marley, do Sócrates ou do Victor Hugo. Eu já gosto de criar frases.. de contruir temas... de deixar a galera toda confusa. Eu gosto de escrever pedaços de pensamentos meus mesmo. Mas quem nunca viu aquelas belas frases de Johnnie Walker? Lindas... Tipo:

-"Limitações são criadas apenas pela nossa mente". - Nossa! Que esse nosso psicológico pode criar gigantes na nossa frente! hehehehe.
- "Uma longa jornada sempre se começa no primeiro passo" - Uma atitude apenas pode "mover montanhas", nossa... fui mais profunda que a própria frase! =X
- "Não deixe que nada te desanime, pois até mesmo um pé na bunda te empurra para frente" - Risos... kakakaka... impressionante, mas um "fora" dependendo das circunstâncias em que nos metemos pode contribuir até para uma evolução moral. Sim! Com certeza!
- " Quando estiver no fundo do poço, acabado, desanimado, levante a cabeça, bata no peito e diga confiante: Agora fudeu !! " - Um momento ruim sempre é ruim... Não há como negar... É basicamente a realidade.
- " Ando devagar mas nunca para trás "(Johnnie Walker) - Nunca volte atrás... Passado é passado... Regra do jogo, nunca olhe pra trás... Esse conselho vai desde os tempos bíblicos viu gente? (Risos).

Bom, são tantas minha gente. Mas essas que eu vi são boas mesmo. Impressionante, mas prefiro as minhas frases...hehehehe... Eu sou uma graça. Talvez não sejam tão impressionantes e não causem um efeito tão bombástico quanto ao do Johnnie Walker ou do Gandhi. Mas é o que eu penso. Isso é bem mais importante pra mim. Já se pegou com um papel e uma caneta? Tente escrever algo... Essa capacidade não é restrita a 1 ou 2, ela é abrangente, isso sim.
A fonte inspiradora vem dos pensamentos... Dos mais bobos aos mais sórdidos... Mas vêm, elas sempre vêm.

Calma... Acabei de saber ouvir uma notícia bombástica! Nossa como o tempo correu! (Tinha que mudar de assunto minha gente). Mas ao mesmo instante sinto desapontar, eu já fiz o velório. Eu já assisti "a volta dos mortos vivos e não gostei". Tô brincando! kakakaka.
hehehehe...
"Felicidade agora está aqui"
=)

sábado, 31 de maio de 2008

O "importante" motivo para turbulência


Sabe de uma coisa? Nem sempre a certeza pode estar certa de algo. Talvez a convicção não seja tão real quanto pensamos. Talvez nos engane em algum ponto, em alguma circunstância que vem por aí. Caso, porventura ela venha que não me deixe certezas mesmo. Certamente ou provavelmente acredito no acaso. Não... Não tô falando daquele programa de "putarias" e "cachorradas" que passa na globo. "Casos e acasos", se eu não me engano. Existem coisas relevantes, eu sei que sim. Mas também há coisas que não damos importância quando mais nos parece essencial. Falo de necessidades, vontades, sintonias, sons, notas, pistas... enfim...

Existem pequenas coisas que são tão importantes, mas que talvez a ficha já nem tenha caído. Por exemplo, a minha mãe fica aqui em casa e vive fuçando minhas coisas, perguntando as coisas pra mim. Acho isso insuportável, fico contando as horas pra ela sair de casa. Quando ela sai e demora a voltar, fico pensando: "Aonde estará a minha mãe?". Fico pensando em que horas vai chegar... e talz... Isso significa que me importo. Mas nem percebo naquele momento de incômodo. Mas é verdade, ela é minha mãe... e nada que por consequência não venha a ser importante.

Até mesmo quanto as coisas materiais. Por exemplo, meu celular... nem ligo pra ele... ás vezes acho tão relevante ter ou não ter ele... hehehe. No dia que me roubaram vi que o mundo caiu... que um prédio caiu em cima das minhas costas... (Risos)... Maneira de dizer (Claro, né?)... Aí eu penso: "Ôw objeto importante 'preu' amar". kakakakakaka.

Mas ás vezes também nos pegamos chorando por cada coisa. Coisas essas que são importantes e nem nos esforçamos para fazer por merecer. Perder nem sempre é reivindicar. E talvez nem haja a certeza e nem a segurança de merecê-lo.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Pare... olhe... escute.


Bem gente, voltei! E estou aqui doida pra expor meus pensamentos, dizer o que penso sobre ser "sem noção". Ser "sem noção" é legal... Eu acho que ás vezes até eu sou assim. Besteira! Affe. Quem um dia não foi chamado de sem juízo mesmo sendo ajuizada até a "goela"? Quem um dia não foi vítima de fofocas e aumentaram 300 km? Duvido que não tenha um... Olha! Não mintam pra mim! (Risos).

Tava pensando numa questão que incomoda bastante. Eu sei que talvez esteja sendo dramática. Eu sei... eu sei... Eu sempre sou. Mas ás vezes a perseguição exagerada acaba gerando o caos. Não amigos... Não estou falando de uma bagunça no mundo, em grande problema que poderia gerar uma loucura geral. Estou falando de dizer: pare! Todo mundo tem a tecla "pare" dentro de si. Aquela vontade de dizer: "não é assim"... Nossa! Não sei nem como me expressar. Existe certos assuntos e circunstâncias que geram a exaustão, cansaço e até um basta.

Talvez não me entendam... e quer saber? Eu nem quero que assim seja! (Risos)...

Mas vou tentar...
Fulano(a) diz:
- Vamos?
Você diz:
- Não!
Fulano(a) fala:
- Tá bom!

E resultado... no outro dia aquela cara de quem chupou limão pro seu lado. Daí eu digo... É chato! É mesmo... muito mais pra "você" do que pro "fulano", pode ter certeza. Não saber como está sendo visto... O que essa pessoa pode pensar... Como pode ser interpretada... Não sei...

Acho que já expliquei. Sei que dava pra desenhar... por que dava... dava mesmo... Mas prefiro deixar essas palavras espalhadas para que o bom entendedor veja e interprete da maneira melhor.

Desculpem gente! É que me empolguei. Existem coisas que temos que agir por obrigação. E o que eu tenho pra dizer é isso: Que não! Não! E por que não saber dizer uma simples palavrinha: "não"?

Vamos fazer o que queremos. Agir por si próprios... e não por que quer agradar alguém. Façamos o mais importante para si mesmos. Seja chamado de doido depois, de besta... Mas não seja covarde pra dizer o que tem que ser dito.

Falo isso por que estou fazendo isso. (Risos)

Peço desculpa aos sentimentalistas que ainda estão por suprir suas carências. Mas eu juro que não tenho culpa!

;)


P.S.: Rapha, obrigado por ter cuidado do meu blog. Te amo!

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Encontros e desencontros


Como dito no post anterior a Neguinha ficará off por mais algum tempo!
O computador dela tá na UTI e durante a recuperação dele vou ficar por aqui cuidando do blog dela!

x)

Tá bom, tá bom... Eu sei que tá todo muito sentindo saudades da Rê, mas, fazer o q?

Vou tentar escrever algumas coisas bonitinhas para não desapontar o numero de visitantes diários! (E vale ressaltar que o numero cresce mais a cada dia!)
Claro que não tem nem comparação com que a Renata que a costuma escrever!
A nega é uma escritora! Mas vou tentar...

Então vamos lá!


Encontros e Desencontros.

Vivemos na luta contra o tempo, muitos concordam que ele é um dos nossos piores inimigos, talvez isto esteja relacionado ao fato de vivermos em uma sociedade competitiva, de mercado, de status, periférica ao capitalismo, tendo como uma das consequências a busca por melhores formações o que acarreta em melhores empregos podendo assim, ter melhores condições de vida.

Como consequência, somos pessoas atarefadas, vivendo no corre-corre do cotidiano, onde muitas vezes não sobra tempo para cuidarmos da saúde, conservarmos amizades, fazer novos amigos e inclusive prestar mais atenção nas coisas e pessoas ao nosso redor, quantas oportunidades são perdidas, quantas conversas boas ou grandes amores, deixamos de ter, por simplesmente não dar importância a quem está sentado ao nosso lado no ônibus, atrás de nós na fila do banco ou no carro ao lado no trânsito.

"A vida é feita de encontros e desencontros, de sentimentos e emoções, de alegrias e tristezas, de aventuras e desventuras, a vida é feita de momentos", estes que são perdidos devido aos movimentos distraídos sucessivos que se desencadeiam em ritmo acelerado.

Como canta o Nando Reis, "O amor pode estár do seu lado." ♪

Post por Raphaela: raphaelasantos.blogspot.com

Meu PC morreu.


Por esquanto faço as minhas palavras a da minha amiga Raphaela.
Amiga que também se responde.
Temporariamente meu blog estará em boas mãos.
Sem falar que apesar da ausência nesses últimos dias tenho visto que o número de visitantes aumentou muito.
Nossa! Obrigado galera fiel. hehehehe... Meu computador tá dodói, mas logo, logo estará de volta firme e forte.
Mais forte como nunca... hehehehe. E por enquanto eu vou me inspirando para pôr mais temas por aqui. Beijão a todos!





Fuiiiiiiiiiiiii!

sábado, 24 de maio de 2008

Eu tenho metas!


Descobri que a luta é muita árdua e que não é fácil alcançar o que queremos. Até por que se for falar mesmo o que queria acabaria levando o dia todo. E como sei que minhas frases não são curtas, sei que isso levaria um tempo. Gostaria de poder me expressar melhor, caso porventura não me entendam.

Há horas que me olho no espelho e acabo me surpreendendo com a imagem que vejo... Não, não falo da imagem física e aparente que é essa que todos vêem. Falo de um algo a mais, uma essência. Um velho frasco nunca é o melhor se o cheiro não é bom. Havia assistido a um filme chamado "O amor é cego"que tinha muito a ver com o que estou falando. Aparentemente, sem nenhum sentido e bobo. Mas já para mim, ele não passava de uma lição de vida.

Peguei-me sentada á beira-mar pensando nas minhas cinco prioridades na vida. Aquelas cinco que me perguntaram há alguns anos e não soube responder por que me faltaram palavras. Descobri que tenho prioridades, que sei quais são elas. Bem, ontem tive um sonho esquisito, sonhei com um passado próximo. Tive medo por um instante... (Risos)...

Vejo tudo tão leve. Que bom sentir esse frescor e o sol radiante. Logo entendo que não tenho mais necessidades, e sim metas, desafios. Não me sinto disposta a lutar por coisas supérfluas, prefiro perder meu tempo precioso com coisas mais interessantes e conquistando as minhas cinco metas. E o resto, o que for pra ser há de ser deixado lá pra mim. Talvez como presente ou como um mero esforço desapercebido.

Acabei chegando a conclusão que a tranquilidade tem tido um vínculo afetuoso em minha vida. Acredito que não morreria do coração. Mas que com os acontecimentos da vida poderia acontecer por hereditariedade. Não teria problemas com o pulmão por que nunca fumei, mas a fumaça que inalo quase todos os dias poderia trazer algum problema futuramente.

E quanto as cinco metas, não vou falar aqui por motivos pessoais e não de ordem pública. (Risos)... Exageroooooo... Mais é tão fácil ter uma... Cada um de nós temos metas diferentes.

Resumindo...

Vamos amar mais, viver mais, conquistar um algo a mais. Isso não é sutileza, nem mera coincidência. Trata-se de uma realização própria que leva a essa coisa chamada "felicidade". Aceito críticas e admiro as afirmações e exclamações da vida. Só não me interroguem por que senão me intimido.

=)

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Culpem a minha memória


Um belo dia estava eu e Vanessa no centro (Risos). Tenho que contar essa amiga! Entramos em um edifício chamado "Isbete". Chegando lá, dei de cara com a irmã do meu ex-namorado. E o pior de tudo, eu não me lembrava dela. Ela olhou para mim com aquele sorriso. E disse: "Oi, Renata!". Eu também sorri com um sorriso um pouco forçado. E disse: "Eu te conheço de algum lugar, mas não me lembro." (kakakakakkakakakkakakakkakakaka)
A Vanessa riu demais... como podia eu não lembrar da irmã do meu ex. Até a Vanessa sabia quem era. (Risos). Mas a "dita cuja" mudou totalmente a expressão. Logo disse: "Lógico que sabe quem sou, a irmã do seu ex-namorado. (Risos)... Ah! Aí o vacilo foi grande.... caí na risada na frente dela. Mas ela não mudou a expressão séria.
Bem, estávamos lá com a intenção de deixar o currículo para trabalhar na empresa dela, mas... Como a Vanessa mesmo disse, ela provavelmente deve ter rasgado. Tenho que falar com ela que não foi minha intensão. Quer saber? Não lembrava mesmo não. Sabia nem que ela trabalhava! A única coisa que lembro dela é que ela gostava de andar no armazém e que gostava das calças da "Fill Set". Bem... e muito tempo se passou, não tinha como lembrar.
Agora fiquei pensando... ela disse que eu tava diferente. O que será que ela quiz dizer com isso? Que tava mais feia ou mais bonita? Diga logo... Ainnnn... Fico doidinha só de pensar. Devia ter perguntado na hora. Mas o que ela pensa sobre mim não importa. Na época eu era lora, meu cabelo não era lá essas coisas. Mas já a Vanessa disse que eu ficava melhor lora. Pra mim tanto faz... Depois eu faço umas mechas mais claras e resolvo tudo. Assunto resolvido... ponto final.

Bom, o interessante é que já se passou muito tempo e nem tinha percebido. Pensando bem no histórico de tantas pessoas já conheci, não dá realmente para lembrar de todas. Portanto, as que marcaram menos acabam ficando para trás. Desculpa, mas a minha memória não é lá essas coisas. Mas se a minha "ex-cunhada" me chamasse pra trabalhar na empresa dela eu agradeceria e com certeza faria questão de lembrar dela. Ops... Desculpa, mas o seu nome eu também não lembro... hummm... é... Jannaina... é isso! (Risos).

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Com um sorriso ganho o dia


Nem sempre as coisas te fazem sorrir. Mas já eu, fico feliz apenas em saber que as pessoas que gosto estão felizes. Outro dia me peguei olhando o álbum de orkut de um amigo meu. Lá vi a foto de uma outra pessoa que a muito tempo não vejo. Mas só de olhar consigo sentir a felicidade transbordando em seu rosto. Fiquei feliz junto com ele. Sabia que pra mim isso bastava.

Amigos e pessoas a quem temos um carinho podem não estar ao nosso redor. Mas para mim já basta saber da sua existência. Mas existem outro tipo de alegria. E esse tipo a qual me refiro não me faz sorrir. Parece forçada, é como se tivesse fazendo um esforço imenso para sorrir. Eu noto na hora essa diferença. Há intensões de se enganar e ao mesmo tempo há um engano próprio alimentado por um ego oculto. A observação é algo suficiente e age por si própria, não consigo controlá-la.

Não toco em nomes, acho horrível apontar o dedo para alguém. Mas essas pessoas sabem que assim são e eu não posso dizê-las: "eu sei".
Não quero enganar ninguém, não choro facilmente. E em compensação sei dar uma risada... Costumo rir de tudo. E essa vontade é tão expontânea... (Risos). Quando me junto a um grupo de amigas... aí pronto, ganhei o dia. Meu celular toca... hummm...

- Renata, vamos sair pra algum canto?
- Hummm... não sei se vou ainda. Liga mais tarde!

Quem sabe depois mude de idéia. Bom... Hoje... véspera de feriado... o povo tá tudo doido pra sair minha gente! E meu pai tá aqui com os olhos deste tamanho perguntando se vou pra algum canto. (Risos)

Minha amiga tá doida pra ir pra festa do "Beber, cair e levantar" lá no forró no sítio. Acho que vai ser bom! =)... Mas já outra amiga minha tá querendo ir pra calouada da UFC. Ah Moranguinho!!! É mais fácil ir pra essa calorada (Risos).
Ou sabe lá se não vou pra canto nenhum e fico assistindo jogo na televisão e comendo pipoca. Hehehehe... Falando nisso meu cabelo tá horrível, só saio se tiver tempo de secar.

Sabe, às vezes me acho tão indecisa. Mudo de idéia tão fácil! Ai... são quase 19 hs, tenho que lavar meu cabelo! (Risos)

segunda-feira, 19 de maio de 2008

"Ele" e esse sentimento


"São seus olhos... Sua boca... O teu cheiro na minha roupa... São lembranças, bons momentos... Paixão que ficou no ar..."
Trecho que resume momentos bons que estou tendo ultimamente. Saberá se sei explicá-lo. Mas acho bem mais importante vivenciá-lo. De maneira esta que me surpreenda comigo mesma e minhas atitudes. Sei escrever muito bem (eu acho), mas agora as palavras me fogem. Caso permitido, continuo numa próxima oportunidade.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Esse jeitinho errado...


Pensando bem, não existe um tipo de pessoa certa na vida da gente. A pessoa certa faz as coisas certas. Tudo certinho do jeito que a gente quer. Sabe mais o que acho? Que sempre estamos a procura de pessoas erradas. Nos lugares errados... em situações erradas...

E mais! Além de procurarmos as pessoas erradas, quando as encontramos ainda queremos exigir que elas sejam certas. Vê se pode? Pode!!! Não só pode como existe. As pessoas passam décadas a procura da pessoa perfeita pra depois se apaixonar justo pela errada e ainda assim achá-la a pessoa mais "perfect", mais linda do mundo. E na verdade essa beleza e essa perfeição não existem, aliás são uma mera ilusão. A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor.

"A pessoa errada é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa."

Sabe por que? O mundo não é certo. :p
Já parou pra pensar no que realmente você sente por "aquela" pessoa? Essa pergunta pode parecer sem cabemento. Mas cabe... cabe em muita coisa! Por exemplo, se é amor por que está sempre faltando alguma coisa? Tudo pode estar as mil maravilhas, mas vai ter um momento em que arrumamos uma confusão, descobrimos algo, ele não chega na hora certa, ele não está quando mais precisamos. "Naquele" momento, ele pode não estar lá, e aí? Até quando ele (ou ela) poderão fazer um esforço para te amparar, para ter um tempo de corresponder ou assim demonstrar? Até mais por que palavras não alimentam ninguém, e sim atitudes. Aliás, existe um bom efeito que as palavras trazem chamado argumento, mas esse não é eficaz. Esse pode levar a uma possível briga ou afastamento.

E outra, quando a pessoa gosta ela demonstra. Mas ela é isso... é assado... é o seguinte... mas... mas... Sem desculpas e sem excessões... sem mais nem menos... sem isso e sem aquilo.

Outro ponto, se quer vá atrás senão a fila anda. (Risos)... Isso pode parecer um termo meio "piegas", mas ocorre desde as melhores até as piores famílias, sem diferença de classe (Risos).

Outro ponto, tá na dúvida se liga ou não liga? Liga logo! Faz o que quer fazer. Não vai ter nada a perder. Vai levar um fora? ihhh?!... Pode ser que não...=)... Olha a coragem e o discaramento... Mulheres gostam de homens discarados. (Gostam sim!)... Detalhe, eu tô falando isso mas não faço isso (Risos).

Outra, só beije se você sentir que a outra boca está pedindo. Você vai sentir, espere... ou então roube um beijo! Ah... Isso não vai fazer a menor diferença, ou você beija bem ou não (Risos).

Jamais esquecer desta velha expressão: "Atitudes valem mais que mil palavras".

Eita! Vai que eu continuo falando aqui e o texto fica maior ainda? São tantos questionamentos... Aiaiai minha cabecinha... Vamos parar por aqui. E vocês, casal... Não percam tempo com "coisinhas"! Faça sim a diferença. Como? Não sei! Talvez sendo errado... =X

quinta-feira, 15 de maio de 2008

O lado humorístico da relação


O que seria um relacionamento aberto?
Não vou dizer que nunca tive. Mas também não gostaria de ter e nem que dissessem que eu era essa pessoa(vítima). Por que toda essa indiscrição? Não dá uma boa impressão e nem é considerado um envolvimento de verdade, algo profundo e talz. Poderia ser divertido no começo, mas rapidamente me pareceria algo infrutífero.Mas existem muitas pessoas assim e não quero julgar o grau de compromisso e envolvimento delas.
Quando a dupla "Ciúme e Possessividade" agem, esse tipo de relacionamento torna-se quase impossível. O medo da pessoa se apegar mais, a insegurança... e blábláblá. Mas muitos pensam que relacionamento aberto é um tipo de "ebaaa, sexo livre!", e eu não vejo assim.
Sinceramente, eu acredito que toda forma de amor vale a pena.

Já para outros esse tipo de relação pode deixar "uma pulga atrás da orelha" deixando até criar cenas desnecessárias de ciúme e tendo que depois se anular por não ter um relacionamento firme com a outra pessoa. Aí complica! Isso ocorre com aquelas pessoas mais ciumentas que levam em conta o amor e o tempo passado com aquela pessoa.

Mas ôhhh ciumento!? É você mesmo! O que você quer cobrando nessa relação? Vou te explicar por que você não pode cobrar nada. Em poucas palavras um relacionamento aberto é definido como falta de compromisso, logo, inexistência de cobranças numa relação.

Matematicamente falando: relacionamento aberto = casais liberais.
Entendeu eu quer que desenhe? (Risos)

Mas pensando bem, essa relação pode chegar a ser mais sincera do que as comuns. Pois essa falta de compromisso pode acabar trazendo uma maior confiança por saber que o outro não pode se chatear com nada que o outro fizer. Mas eu não tô dizendo pra todos praticarem o poliamor(vários amores) não, de jeito nenhum. É que acabei pensando nas várias facetas que esse relacionamento poderia trazer e me empolguei. Como disse desde o começo do texto, vamos praticar o monoamor. (Risos)

Ah....! (quase me esqueci) Meninos e meninas, por favor não marquem a opção "relacionamento aberto" no orkut. Eu acho tão feio!

=X

Tudo bem que tenha um relacionamento aberto, mas não vamos ficar falando para os quatro cantos do mundo (orkut)! Opnião de amiga. E ainda assusta os pretendentes que porventura apareçam, meu povo!

Desculpa se cutuquei alguma ferida. Foi mal! =/


terça-feira, 13 de maio de 2008

Espelho... espelho meu...existe alguém mais bonita do que eu?


Sabemos que as aparências enganam. E todo mundo tem alguém que não suporta olhar sequer pra sua cara. Principalmente entre mulheres. Isso já se tornou uma disputa! (Risos). Mas isso não significa que entre homens também não aconteça isso. Lógico que sim!

E o motivo? Tem que haver um, né? Aliás vários... hehehe.

Por que não suportam a sua existência?

- Por que o namorado dela é meu 'ex' e ainda gosta de mim.
- Tem inveja de tudo que sou e tudo que tenho.
- Por que as amigas dela me amam e é claro, por que eu EXISTO. Ela quer ser eu e minha querida, isso não te faz melhor.
- Ela me copia em tudo, simplesmente inveja.
- Nunca nem me viu. Só ouviu falar de mim, olhou uma foto e já não me suporta.
- Por que eu conheci o namorado dela, então comecei a namorar com ele. Ela ficou dizendo que eu o roubei dela. Então eles voltaram e até hoje ela não me suporta.
- Por que ela fez de tudo para que eu terminasse com o meu namorado. Eu terminei e hoje ela tá com ele. Mas ela não me suporta por saber que ele ainda gosta de mim ainda. Tadinha dela! Tenho dó!
- Por que ela fez de tudo pra ficar com "ele", fez uma festa, se arrumou toda e não conseguiu. E quanto a mim, bastou estalar os dedos que ele veio até mim. E até hoje estamos juntos. Deve ser inveja.
- Por que eu consegui uma coisa que ela não teve capacidade de conseguir. Fez a cagada e queria limpar. Já que não conseguiu, se rebaixou total. Inclusive fez até um site com um tópico falando 'Eu odeio a atual do meu ex'.
- Por que o namorado dela de anos a trocou por mim e hoje estamos casados, coisa que ela sempre quiz. Mas não conseguiu, tadinha!
- Por que aquela "bruaca" vai ter que repartir a herança comigo - (risos)
- Por que eu acabei o namoro dela com o meu primo.

Viram só os motivos? Não briguem, por favor! Por "ex", namorados, ser mais que uma ou outra. Aff... Somos adultas. Fala sério! Perder tempo para pensar no por que estamos arranjando inimizades... O segredo é selecionar os amigos. Não é fácil manter uma amizade. E é difícil encontrar uma verdadeira.

Têm horas que não dá pra se conter, eu sei. Eu mesma consegui perder minha paciência. Mas foi só uma vez na vida. Ops... 2.. não, 3... tá bom, vai? 4... (Risos)...

Por que somos assim?
=X